10 tendências do varejo mundial para ficar de olho

Parece que o mundo está mudando em uma velocidade cada vez mais acelerada, não é mesmo? A internet, os dispositivos móveis, as redes sociais. Cada nova tecnologia chega para alterar a forma como vivemos, especialmente nossos hábitos de consumo.

Para as empresas, estar por dentro das tendências do varejo é mais do que nunca uma necessidade, em um mercado que só tende a se tornar mais acirrado e competitivo. Se manter atualizado significa sobreviver, se destacar perante uma diversidade de opções para conquistar cada vez mais clientes.

Veja, a seguir, algumas dessas tendências e como se adequar a elas para não perder nem mais um precioso minuto.

1. Era do cliente

Mais do que nunca, vivemos hoje em uma época de muito poder do cliente. Por meio de dispositivos móveis, ele se informa sobre produtos e serviços de seu interesse, pesquisa preços e ainda consegue propagar suas queixas e insatisfações de forma nunca vista antes, por meio das redes sociais.

Não é pra menos que chamamos os tempos modernos de a Era do cliente, em que, além de ter sempre razão (porque já chega na loja munido de informações que antes não tinha acesso), ele ganha voz. Por isso, é essencial despender todos os esforços possíveis para treinar seu time de vendas e de atendimento ao cliente e para atender a esse consumidor sempre da melhor forma possível.

2. Omni channel

Outro ponto crucial dos novos tempos em que vivemos é o poder que a internet móvel conquistou. Além do acesso do cliente à informação a todo momento, pelo celular ele já faz transações bancárias, compras online e avaliações.

Hoje, mesmo quem não faz compras pela internet, acaba passando por etapas de consumo digitais, como a pesquisa por preço e a busca por opiniões que o ajudem na decisão de compra.

Assim, pensando nos clientes mais conectados, uma das maiores tendências no varejo atualmente é o chamado Omni Channel (ou venda multicanais). A ideia é simples: se os consumidores estão conectados nas redes sociais e no Google para realizar suas compras, as marcas precisam estar também nesses canais para atendê-los.

3. Marketing 3.0

A geração de jovens nascidos entre 1980 e os anos 2000 tem sido um dos desafios do comércio varejista por sua forma nova de se relacionar com as marcas. Com acesso rápido e fácil a um volume intenso de informações, os millennials têm, em sua grande maioria, perfil impaciente e acelerado e são consumidores que exigem qualidade e transparência na hora de obter produtos ou serviços.

As ambições, necessidades e desejos dessa nova geração têm tudo a ver com o chamado marketing 3.0, que pede propósitos claros e ações mais autênticas das empresas.

4. Storytelling

Método bastante usado como forma de as empresas se envolverem com seus clientes, o storytelling é uma forma de contar a história da empresa de uma forma mais envolvente para o público, com a qual ele possa se identificar e sentir-se parte da identidade da marca.

É um verdadeiro mecanismo de aproximação entre empresa e consumidor e deve ser usado contando a história da marca com paixão, personalidade e as características humanas que formam o negócio.

Para isso, crie um ambiente íntimo e amigável, no qual o cliente se sinta à vontade para fazer perguntas, experimentar e aproveitar ao máximo a experiência como um todo. Resumindo, encante o cliente!

5. Liderança consciente com as tendências do varejo

Como os clientes buscam a autenticidade das marcas, é preciso transmitir de forma clara o alinhamento entre a promessa de valor do produto ou serviço oferecido e o propósito do seu negócio. Para isso, seu time de vendas precisa vestir a camisa da empresa, entendendo a fundo sua missão, visão e valores.

Ou seja, você precisa despender esforços para contratar pessoas com perfil e preparo adequados que farão um atendimento alinhado e autêntico.

6. Experiência Contínua

A experiência de compra é considerada um dos itens que mais influencia o consumidor, e pode fazer toda a diferença no sucesso ou não do seu negócio. Atualmente, esse conceito já é extremamente valorizado, apresentando uma tendência de crescimento para o futuro.

Não apenas no momento da compra, mas em todo o relacionamento do cliente com a loja, será necessário haver uma integração entre os canais de comunicação. Para tanto, é essencial que os universos online e offline conversem entre si. Clientes não mais irão tolerar um relacionamento fragmentado com seu negócio.

7. Produtos e serviços 24/7

Esse termo, muito comum nos Estados Unidos, significa “24 horas por dia, 7 dias por semana”. Em um futuro próximo, estará cada vez mais presente no vocabulário das lojas de varejo.

Existe uma demanda crescente dos consumidores por conveniência e versatilidade por parte do comércio, principalmente quando falamos de grandes metrópoles. Conceito mais comum no e-commerce, é esperado do mercado que se amplie as possibilidades de acordo com as necessidades do mercado consumidor, tanto em horários quanto nos serviços de entrega.

8. Prioridade mobile

As últimas pesquisas realizadas pelo IBGE no Brasil mostram que, hoje, o celular é o principal meio de acesso à internet da população, presente em mais de 80% das residências. A presença mobile se tornou obrigatória para qualquer negócio, e isso não é diferente para o comércio.

É essencial possuir uma plataforma online que se adeque a realidade dessa maioria esmagadora de dispositivos mobile. Crie um site responsivo a essa alternativa. Anuncie em aplicativos especializados ou desenvolva o seu. Mas não ignore o poder do celular!

9. Novas modalidades de pagamento

Cartões de crédito e débito já estão enraizados na cultura de consumo da sociedade. Mas os clientes exigem cada vez mais comodidade. E é por isso que, com a ajuda crescente da tecnologia, novos métodos de pagamento estão surgindo.

A carteira virtual é um exemplo de sucesso no exterior e tem tudo para desembarcar em breve no Brasil. Com os dados registrados via aplicativo, o pagamento pode ser feito com facilidade por biometria ou mesmo aproximando o celular. Já está presente, inclusive, nos últimos modelos das gigantes Apple e Samsung.

10. Personalização

No comércio e na publicidade, é comum vermos um relacionamento massificado com os clientes. Mas principalmente com a popularização da era digital, há algum tempo a demanda por conteúdo e tratamento personalizado vem ganhando espaço.

Um grande desafio para o varejo é introduzir novas maneiras de fazer com que seu cliente se perceba especial, único. Oferecer produtos e serviços customizados para os clientes significa ganhar uma vantagem competitiva perante os concorrentes. Em breve, tratamentos cada vez mais individualizados serão fatores decisivos na diferenciação perante os consumidores.

Nem é tão difícil acompanhar as tendências do varejo, não é mesmo? Com um pouco de interesse e disposição você consegue implementar novidades que farão a diferença em seu negócio. E você? Já segue alguma dessas tendências na sua empresa? Conta pra gente nos comentários!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.