4 razões para oferecer cartão presente no varejo

Algo que recentemente começou a fazer parte da realidade do varejo são os diferentes tipos de vale presente e de cupom promocional ofertados. Considerados como uma forma prática de presentear, esse tipo de vale traz vantagens que vão além daquelas experimentadas pelos clientes. O próprio varejo em geral pode se beneficiar – e muito – ao oferecer esse tipo de vale, com resultados que vão aparecer diretamente na gestão financeira do negócio.

Quer saber como isso é possível? Confira a seguir 4 razões para oferecer vale presente em seu empreendimento!

1 – Expande o ticket médio

Um dos motivos para disponibilizar esse tipo de vale é que ele é capaz de aumentar o ticket médio no varejo. Isso se deve pelo fato de que dificilmente o vale presente tem o valor idêntico ao da maioria dos produtos na loja. Com isso, se o cliente gostar de algo mais barato, é bem provável que ele escolha outro item e ultrapasse um pouco o valor do vale para inteirar o que tem disponível para compra.

Do mesmo modo, oferecer o vale presente é uma forma de criar um ambiente propício para que o cliente conheça outros itens que são vendidos em sua loja e que podem ter um valor superior ao do vale presente — se o vale presente era de R$ 50 e o cliente gostou de um item de R$ 70, ele só paga R$ 20, e o varejo experimenta um aumento do ticket médio.

2 – Aumenta o fluxo de pessoas

Oferecer vale presente também ajuda a aumentar o fluxo de pessoas dentro das lojas. Pode acontecer de alguém receber um vale de uma loja que não conhecia ou na qual não entraria em condições normais, mas ao visitá-la para usar o seu vale pode acabar se surpreendendo de maneira positiva.

Como resultado, há um aumento no número de pessoas que visitam o negócio, já que elas precisam ir até lá para trocar o vale. No geral, isso aumenta também a exposição da marca em si e gera mais oportunidades de negócio.

3 – Eleva as vendas

Juntos, o aumento do fluxo de pessoas e do ticket médio possuem como resultado um aumento geral das vendas, tanto em quantidade quanto em valor. Isso porque, como já falamos, as pessoas que vão no estabelecimento para trocar o vale podem acabar se interessando por outro item.

Com a sensação de que o produto vai sair muito mais barato graças ao vale, as pessoas tendem também a realizar compras por impulso — aquelas em que normalmente são mais caras ou então mais benéficas para o varejo, exigindo menos esforço para o convencimento do cliente.

4 – Contribui para a fidelização dos clientes

Se o atendimento estiver bem preparado para receber o fluxo de pessoas com vales, é bem possível que a fidelização seja extremamente favorecida. Com uma boa experiência de compra nesse primeiro momento, grandes são as chances de que o cliente retorne para outras compras. Como consequência, é mais fácil melhorar o ticket médio e o life time value (o quanto você gasta tentando atrair um cliente para o seu negócio), proporcionando resultados melhores.

Diante de tantos benefícios, você ainda tem alguma dúvida sobre o quão benéfico pode ser oferecer vale presente no varejo?

Visite o site da epay Brasil e conheça as diferentes para rentabilizar o seu negócio e para gerar novas oportunidades de vendas.

Para saber um pouco mais sobre assuntos relacionados às melhores práticas de mercado na gestão de empresas, dicas, ferramentas e metodologias, siga-nos em nossa página no Facebook e também no LinkedIn. 

Como aumentar a produtividade de minha equipe?

O rendimento dos funcionários e colaboradores no dia a dia é uma preocupação de todos aqueles que estão envolvidos com a tomada de decisões e os resultados na área de vendas — por conta disso, encontrar as estratégias certas para aumentar a produtividade é fundamental.

Em nosso post de hoje, vamos mostrar o que deve ser feito para aumentar a produtividade da equipe de vendas. Confira!

Por que é importante estabelecer rotinas produtivas e metas claras

A busca de parâmetros mais robustos começa com a definição dos objetivos que se deseja alcançar. Sem metas realistas e adequadas ao contexto de mercado em que a empresa atua, nenhuma equipe pode dedicar-se à tarefa de vender mais e melhor. Cada integrante precisa, primeiramente, assimilar aquilo que está sendo pedido.

O passo seguinte é estabelecer práticas diárias e contínuas que possam estimular a ação dos vendedores, o que constitui a chamada “rotina produtiva”: comportamentos de trabalho saudáveis, focados no aprimoramento da performance, no respeito à cultura organizacional e na busca de crescimento pessoal.

Para tanto, as equipes precisam ter as ferramentas certas à disposição. Cabe aos gestores fornecer todos os meios necessários para a melhora dos resultados, como infraestrutura física e equipamentos, recursos eficientes de comunicação e interação, bem como quaisquersoluções (físicas ou virtuais) capazes de contribuir para a realização das demandas.

Alternativas que contribuem para o aumento da produtividade

Inclusão de ferramentas mobile

Essa talvez seja a principal medida a tomar. Processos de interação online são insubstituíveis, e nenhuma equipe pode realmente melhorar sem ajuda da tecnologia para corrigir falhas, acompanhar resultados, compartilhar informações e manter os integrantes atualizados sobre o andamento das metas traçadas.

Feedback contínuo e produtivo

Não espere até que os índices alcançados sejam negativos para tomar algum tipo de atitude. Reaja imediatamente, diga o que não deu certo, aponte os desvios e peça a colaboração de todos. Ao mesmo tempo, seja um bom interlocutor: saiba ouvir queixas e pontos de vista diferentes para, então, argumentar.

Oportunidades de treinamento

Ofereça condições para que as pessoas se desenvolvam. Estimule o aprendizado por meio da leitura, busque vídeos e palestras que estão disponíveis gratuitamente na web e promova exibições coletivas na empresa. Discuta o conteúdo com a equipe e procure saber se é possível aplicar alguns dos conceitos apresentados. O caminho mais rápido para melhorar o desempenho é o conhecimento, em qualquer situação.

Programas de recompensa

Ainda não surgiu um mecanismo de motivação tão eficiente quanto a remuneração variável mediante o desempenho. A melhor alternativa para fazer esta recompensa, são os cartão pré-pagos, que podem ser de conteúdos específicos como Google, Netflix ou experiências, um cartão como Acesso ou Zuum onde você coloca um valor pré-determinado e o premiado gasta onde quiser ou de uma loja ou supermercado.

Quando um vendedor compreende que seu nível de aplicação e determinação pode impactar diretamente nos ganhos, a chance de manter-se focado às metas aumenta consideravelmente. Por outro lado, lembre-se que não adianta estabelecer as mesmas metas para pessoas diferentes. É preciso adequar as expectativas à capacidade e ao perfil de cada um, aliando objetivos coletivos a outros que premiem o esforço individual.

Entenda a burocracia como um entrave

Aumentar a produtividade exige que os gestores estejam dispostos a abrir mão do controle excessivo. Empresas demasiadamente centralizadoras impedem, sistematicamente, a obtenção de resultados mais expressivos, simplesmente por que não deixam o trabalho fluir.

Elimine relatórios, a não ser que sejam realmente úteis; decrete o fim das reuniões protocolares e mantenha apenas as imprescindíveis, nas quais haja troca de experiências e oportunidades de aprendizado para todos; dê autonomia para que as pessoas talentosas assumam seus papéis; e, finalmente, aprenda a delegar tarefas, desde que os escolhidos entendam a prerrogativa da responsabilidade.

E então, o que achou do texto? Deixe um comentário e compartilhe sua experiência sobre como aumentar a produtividade da equipe de vendas!