Como aproveitar datas comemorativas para aumentar as vendas?

Dia das Mulheres, Natal, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Mães. São diversas as datas comemorativas que acontecem todos os anos, e que são fortes aliadas para o aumento nas vendas dos comércios.

Mas apesar de serem ótimas impulsionadoras para o consumo, muitas empresas não têm o retorno esperado por causa da grande concorrência, pois a maioria das lojas também oferecem condições especiais atrelando a essas datas.

Portanto, é fundamental se atentar aos prazos e planejar estratégias para atrair mais clientes e se diferenciar dos concorrentes.

A seguir, vamos dar algumas dicas de como aproveitar essas datas comemorativas de forma que realmente aumente seu faturamento durante essas épocas. Acompanhe!

Dê descontos especiais

Os descontos continuam sendo uma estratégia excelente para atrair o consumidor. A sensação de que está pagando mais barato pelo produto que está levando é com certeza um fator importante no momento da decisão de compra.

Mas como todas as lojas estão oferecendo produtos semelhantes ou até mesmo iguais aos seus e com o preço mais baixo, é necessário mudar um pouco a forma de como esse desconto será dado. Uma boa dica é dar descontos progressivos, por exemplo: na compra de uma peça 5% de desconto, 2 peças 10%, 3 peças 15%.

Facilite o pagamento

Dependendo da data comemorativa, como o Natal, as pessoas costumam comprar mais de um presente, e consequentemente gastam bem mais. Nessas horas, o consumidor dá preferência para as lojas que facilitem o pagamento de forma que ele não sinta tanto no bolso.

Faça uma análise das condições que sua loja pode oferecer, sem que isso traga prejuízos, como parcelamentos no cartão de crédito, boleto bancário, pagamentos para 30 ou 60 dias, etc.

Dê brindes

Os brindes podem pesar na decisão final de compra do cliente. É aquela sensação que o consumidor sente que além da qualidade e preço baixo do produto, ele ainda está levando mais uma vantagem.

Isso sem contar que você pode fazer com que esse presente seja convertido em mais vendas, como os brindes nas compras acima de determinado valor ou cupons de desconto para compras posteriores.

Aproveite as datas comemorativas não tão conhecidas

Além das datas já conhecidas por todos nós, existem também aquelas que quase (ou nunca) são lembradas. E algumas delas podem ter tudo a ver com os produtos da sua loja.

No dia 18 de abril, por exemplo, é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil, para as livrarias é uma ótima data para dar descontos e oferecer condições especiais nos produtos infantis. Além de ser uma forma de chamar a atenção do consumidor, não há aquela concorrência geral como acontece com as datas mais tradicionais.

Portanto, dê uma olhadinha nas principais datas de cada mês e veja quais você pode aproveitar de maneira estratégica!

Ofereça cartões presente

Quem nunca teve aquela dúvida do que comprar para um amigo, familiar ou companheiro? Pois saiba que o cartão presente pode ser uma maneira eficiente de resolver esse problema.

E não é só isso, é uma forma também de atrair novos clientes, pois o presenteado terá que ir até a sua loja para trocar por produtos, e mesmo que ele já conheça a sua marca, é uma forma de fazê-lo voltar ou lembrar da sua empresa.

E tem mais, muitos deles gostam de presentes que possuem o preço mais elevado do que o valor do cartão presente e, portanto, é provável que ele pague a diferença para levar o produto que deseja.

De nada adianta fazer todas essas ações e seu cliente não ficar sabendo! Por isso, é imprescindível que você divulgue suas promoções e condições especiais. Nesse post aqui, te ensinamos a como fazer o marketing nas redes sociais.

Gostou das nossas dicas? Aproveite e compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais!

Cartão Marca Própria: quando ter e para quem?

A tendência de desbancarização do brasileiro é ao mesmo tempo um desafio e uma oportunidade para os varejistas. E é dessa oportunidade financeira que surge a opção do cartão marca própria.

Você com certeza já viu todo tipo de cartões desses por aí, mas já parou para pensar se essa é uma boa saída para a sua empresa faturar mais? Nós te explicamos tudo o que você precisa saber!

O que são os cartões marca própria?

A mudança no padrão de consumo do brasileiro e na forma como ele lida com o crédito e instituições financeiras abriram caminho no varejo para opções de faturamento alternativas, além do dinheiro e do cartão de crédito bancário.

A marca cartão própria é uma solução para oferecer aos seus consumidores uma opção de crédito e facilidade de pagamento, além de garantir para a empresa um controle maior das vendas, fidelização e aumento do tíquete médio de venda.

Existem várias modalidades de cartões com marca própria. Alguns varejos, principalmente grandes cadeias, preferem usar o private label, um cartão de crédito personalizado que funciona como em uma instituição financeira.

Mas a maioria das empresas escolhe investir nos cartões pré-pagos ou no cartão vale presente que, além de oferecerem comodidade ao cliente, são incentivos para compras recorrentes e transformam o ponto de venda em mais uma frente de divulgação.

Como eles vêm sendo utilizados no mercado?

O cartão vale presente é uma solução de varejo já bem conhecida para estimular as vendas principalmente nas datas comemorativas.

Com o recente movimento de desbancarização do consumidor, eles estão ganhando força como uma opção complementar de pagamento e uma nova forma de relação entre cliente e varejo.

Com isso, o cartão vale presente está sendo usado como solução pré-paga em cartões físicos ou cartões digitais, que aumentam a comodidade para o consumidor.

Qual tipo de empresa deve adquirir uma marca de cartão?

Não existe muita restrição para um varejo que deseja contratar a solução do cartão próprio. Basta que exista um objetivo bem definido e uma estratégia bem traçada para aproveitar ao máximo a solução.

O cartão marca própria também é uma boa saída para empresas que desejam conhecer melhor o seu público e adequar seus esforços de marketing e vendas.

Com total controle da forma como esses créditos são gastos, é possível entender melhor padrões de uso, poder financeiro e se adequar aos hábitos de compra do seu consumidor.

Portanto, que tipo de empresa deve adquirir um cartão próprio? Muito provavelmente a sua. A questão não é tanto sobre o tipo de varejo ou a forma de negócio, mas o momento certo para tomar essa decisão.

Quando é o momento certo de investir em uma marca de cartão própria?

Se você começou a pensar na ideia de adotar esse tipo de solução em sua empresa, deve estar se perguntando, então, se esta é a hora certa.

Não existe uma resposta precisa para essa pergunta. O que existem são alguns sinais que podem ajudá-lo a entender o momento da sua empresa e avaliar a viabilidade do cartão próprio.

Nós listamos algumas situações que você precisa prestar atenção:

Quando você precisa aumentar o volume de vendas sem grandes reformulações

O cartão marca própria é, antes de tudo, uma motivadora de vendas. É um crédito faturado para a empresa e uma razão para que o consumidor volte mais vezes.

Ou seja, o varejo está garantindo uma receita antecipada e ainda criando um vínculo entre ele e seu consumidor. Junto com programas de atração e fidelização que falaremos mais abaixo, essa é uma plataforma muito eficiente para aumentar as vendas.

Quando for integrada a uma campanha de atração

Não é raro que os varejos usem o cartão de marca própria como um elemento em suas campanhas de atração. Geralmente isso se dá por meio de vantagens que estimulam o cliente a fazer a primeira compra.

Essa vantagem pode ser um desconto inicial ou um brinde para o consumidor novato. É possível criar campanhas do tipo tanto em private labels como em cartões pré-pagos digitais (ou os convencionais, caso integrados com um sistema de cadastro).

O importante é que esse primeiro contato seja tão atraente e prático que converta o cliente ao mesmo tempo para a venda e para a fidelização. Lembre-se, além de presentear com os vales, as pessoas costumam dar dicas de compra umas às outras o tempo todo.

O cartão presente marca própria pode se tornar um instrumento de campanha boca a boca, bom o suficiente para que o cliente sinta vontade de divulgar por conta própria como ele está levando vantagem em suas compras.

Quando o objetivo é fidelizar o consumidor

A grande vantagem do cartão marca própria é a possibilidade de reter um cliente de uma forma muito mais efetiva do que a maioria dos programas de fidelização.

Isso acontece porque o consumidor que adquire um cartão pré-pago está convertido automaticamente. Ele vai voltar. Saber trabalhar com essa relação pode alavancar o faturamento, já que a comodidade do uso do cartão fará com que o cliente compre sempre no mesmo lugar.

Quando o objetivo é conhecer melhor o consumidor

Este ponto é mais claro em cartões private label pós-pagos, mas são também uma oportunidade nos pré-pagos para coletar dados financeiros e hábitos de compra.

Você pode usar as informações de uso do próprio cartão aliadas a campanhas de fidelização e pesquisas de hábitos de compra para traçar um perfil bastante preciso do seu público-alvo.

No futuro, você terá uma boa base de dados também sobre frequência de compras, preferência de uso de crédito e hábitos de pagamento dos clientes fidelizados.

Aumentar vendas, atrair, conhecer e fidelizar. A marca de cartão própria é uma solução incrível para quem busca alavancar o faturamento, uma que não está mais restrita às grandes cadeias do varejo e com volumes absurdos de venda.

Quem sabe a sua empresa não seja beneficiada com essa solução? Pense bem nos itens que descrevemos, analise com atenção as opções no mercado e tome essa decisão agora!

E se você gostou dessa dica, assine a nossa newsletter. Você receberá diretamente no seu e-mail muitos outros artigos para ajudar a sua empresa a crescer e faturar mais!