Overdelivering: entenda como encantar clientes no seu varejo

A sua empresa aposta em overdelivering? Se você ainda não conhece ou pratica este conceito, saiba que ele pode ser um poderoso aliado para suas perguntas sobre como encantar clientes no seu varejo.

Overdelivering pode ser traduzido simplesmente como entregar além do esperado pelo público consumidor, surpreendendo-o e criando assim um vínculo com a marca.

Para deixar mais claro, você já se perguntou o que possuem em comum algumas das empresas que mais têm conquistado espaço no mercado por meio de promotores de sua marca? Um ótimo exemplo é o Uber, aplicativo que facilita o acesso ao serviço de transporte privado. A razão do sucesso desta empresa é justamente o overdelivering: ao solicitar um transporte, ninguém espera ter água, balinhas e seu estilo musical preferido tocando no rádio. Esses fatores não são fundamentais para que o transporte aconteça, mas certamente tornam a jornada muito mais agradável. Quem não quereria repetir essa experiência?

Por que overdelivering ajuda a encantar clientes?

Sem dúvidas, encantar clientes é uma das prioridades do seu varejo neste momento, não é mesmo? Com a economia em desaceleração, conquistar, fidelizar e criar promotores para sua marca o ajudam a ter um diferencial competitivo no mercado e não sofrer com baixas em vendas.

Mas como o overdelivering ajuda a encantar clientes? A resposta é bastante simples: uma pessoa em sua rotina diária realiza uma série de transações, das mais simples às mais complexas. Em um mesmo dia ela pode tomar café na padaria, chamar um táxi para chegar até o trabalho, almoçar em seu restaurante favorito, comprar pela internet ingressos para o cinema ou contatar um corretor de imóveis para procurar um novo apartamento.

Normalmente, todos esses micro-momentos acontecem de forma bastante semelhante ao esperado pelo consumidor. Mas qual o impacto quando um desses negócios resolve surpreendê-lo, oferecendo mais do que ele espera? Com certeza, esta empresa criará um vínculo mais forte com seu cliente por meio de encantamento e geração de valor percebido.

Overdelivering: por onde começar

Agora que você já entende porque o overdelivering ajuda a encantar os clientes no seu varejo, está na hora de começar a pensar em quais são as ações podem ser colocadas em prática agora mesmo. Listamos aqui algumas sugestões, mas é importante lembrar que cada empresa possui seu perfil de cliente e conhecê-lo é fundamental para acertar na estratégia!

Cupons de desconto

Oferecer desconto é um grande facilitador para uma futura transação, além de um benefício bastante real para o cliente. Dessa forma, a chance de um consumidor retornar até o seu empreendimento para realizar mais alguma compra aumenta consideravelmente.

Brindes

Um brinde pode aumentar seu custo, mas certamente gera valor percebido para seus clientes. Invista em brindes úteis e associados à sua marca. Além disso, de acordo com o seu nicho de atuação, as possibilidades para presentear os seus clientes são muitas!

Personalize seu atendimento

Você não precisa ter custos altos para encantar seu cliente, basta começar entendendo qual o perfil de compra e conhecendo o histórico dele em seu varejo. Assim, você consegue investir em personalização e entregar uma experiência bastante diferenciada a ele.

Começar a praticar overdelivering e encantar clientes no seu varejo é simples, basta escolher a forma que mais tem a ver com a sua marca. Apenas lembre-se: para não fazer feio, um segredo é não prometer o que você não pode cumprir!

E então, sua empresa está oferecendo overdelivering para os clientes? Como isso tem ajudado seu varejo em fidelização? Compartilhe com a gente a sua experiência com essa estratégia!

Para saber um pouco mais sobre assuntos relacionados às melhores práticas de mercado na gestão de empresas, dicas, ferramentas e metodologias, siga-nos em nossa página no Facebook e também no LinkedIn

Vendas Multicanal: por que ela é o futuro do mercado varejista?

A jornada de compra no varejo sofreu uma mudança drástica nos últimos anos. Com o avanço da tecnologia, em especial dos dispositivos móveis, os consumidores tornaram-se muito mais empoderados no momento da compra. Basta um único clique para pesquisar preços, modelos, tamanhos e taxas de entrega em diferentes lojas.

Graças a essa nova realidade, os varejistas começaram a mudar junto com seu público. Deixaram de lado a prática de oferecer os produtos por um único canal de vendas. Agora, o sucesso de um negócio recai sobre a estratégia chamada vendas multicanal.

Se você não conhece o que são vendas multicanal, fique tranquilo. Neste post, vamos explicar o que é isso, quais as vantagens desse novo modelo e, ainda, vamos apresentar as principais estratégias para implementá-lo na sua loja.

Boa leitura!

Afinal, o que são vendas multicanal?

Vendas multicanal são o futuro do varejo. Uma estratégia adotada pelo lojista que busca atender o cliente de diversas maneiras. Em linhas gerais, a ideia é chegar até os consumidores da maneira que for mais cômoda para eles, seja por meio de lojas físicas, lojas online, aplicativos e marketplaces.

O objetivo é levar o produto a qualquer lugar em que o cliente está. Se o seu consumidor está no mundo virtual, é preciso que o seu produto esteja lá. Se o seu consumidor está no shopping, é importante que o seu produto também esteja no shopping, para o cliente ver, provar e aprovar.

Com essa estratégia, sua loja terá mais oportunidades de ser vista pelo cliente. Na prática, significa mais vendas e mais consumidores.

Para entender melhor como essa estratégia funciona, destacamos abaixo os principais canais utilizados nas vendas. Acompanhe.

Canais tradicionais

Esses são os tipos mais conhecidos do público e exigem a presença física de um vendedor e do produto.

  • Loja física: é a loja propriamente dita, com peças expostas e vendedores prontos para atender os clientes;

  • franquias: é um modelo de expansão de estabelecimentos. Uma loja replica suas práticas de vendas e distribuição por meio das lojas franqueadas, ou seja, pertencentes a outras pessoas;

  • rede de consultores: quando uma loja contrata consultores e representantes para levar os produtos até os clientes.

Canais digitais

Ganharam força recentemente graças à disseminação da internet. Os produtos são oferecidos online e o cliente pode visualizá-los para obter informações rapidamente pelo celular e computador.

  • E-commerce: quando as vendas são realizadas por meio de plataformas eletrônicas. É a grande força dos canais digitais;

  • e-marketplace: trata-se também de uma plataforma virtual. Nesse caso, comercializa mercadorias de diferentes lojas em um único ambiente web;

  • mobile-commerce: são aplicativos para smartphone que replicam as lojas virtuais. Costumam ser mais ágeis e eficientes do que os sites das lojas.

Por que aderir às vendas multicanal?

Imagine a seguinte cena: uma pessoa entra na loja, escolhe e prova o tênis que mais gostou. Em seguida, acessa a internet por meio do smartphone e checa se produto é oferecido em algum outro estabelecimento. Bingo!

Encontrou o mesmo tênis por um valor mais baixo. Em poucos segundos, efetuou a compra pela internet e deixou de lado o tênis que havia provado na loja física. Bom, essa pequena história resume bem a importância em aderir à venda multicanal, não é mesmo?

Os consumidores de hoje não estão mais presos ao que é oferecido por uma loja. Eles podem comprar o que quiser da maneira que quiser. Por isso, sua loja precisa apresentar os produtos de diferentes maneiras e em diferentes canais de venda, como site, e-commerce, loja física etc.

Se você oferecer aos consumidores diversos canais, você terá uma chance maior de efetuar uma venda e de não perder clientes. Assim, você atrai tanto os clientes habituados a comprar nas lojas físicas, quanto os consumidores que dão preferência para o e-commerce.

Quais as estratégias de implantação?

Vendas multicanal são o futuro do varejo, mas isso não quer dizer que são simples de serem implementadas. Pelo contrário. Exige muito esforço, trabalho e sintonia com o mercado. É necessário que a estratégia de implementação aproveite o que há de melhor em cada canal e ganhe com a sinergia entre eles.

Destacamos abaixo as principais estratégias que não podem faltar no seu planejamento para ter um varejo multicanal.

Definição dos canais de venda

Essa estratégia é a mais básica, porém, a mais fundamental de todas para o sucesso da implementação. Analise bem quais produtos você vende e como é a experiência de compra em cada canal.

Se você comercializa produtos facilmente vendidos pela internet, como livros, uma estratégia é dar preferência para a loja online. Se for um estabelecimento alimentar, a estratégia pode ser inversa: ter um ponto tradicional para atender a maioria dos clientes, mas manter um site para atrair consumidores específicos.

A escolha certa e a priorização dos canais são itens preponderantes para as vendas fluírem bem.

Mensure o comportamento de compra em todos os canais

Para saber quais são os melhores canais e sempre aprimorar as vendas, é preciso mensurar o comportamento do cliente. Analise tudo o que o consumidor faz: onde compra, quando compra, a que horas compra e, claro, o que compra.

Importante é entender que a mensuração precisa ser realizada tanto nos meios digitais quanto físicos. Com as respostas em mãos, os varejistas podem disponibilizar melhor os produtos aos clientes, escolhendo os melhores mix de produtos para cada canal específico.

Ofereça informações localizadas sobre os produtos

Muitos varejistas estão aproveitando as informações de geolocalização, oferecidas pelos dispositivos móveis, para conduzir os consumidores até o produto em questão.

Quando detecta que o cliente está fazendo uma busca na internet, o sistema mostra não apenas a foto e o preço do produto, mas também a qual distância ele está do consumidor.

Essa estratégia vem melhorando a experiência do consumidor e incrementando as vendas de muitas lojas.

Gerencie o relacionamento multicanal

Ao oferecer produtos em vários canais, você precisará de um time de marketing antenado nesse assunto. A equipe precisará elaborar campanhas e estratégias de vendas específicas para cada canal.

Além disso, é importante que o marketing saiba aproveitar a integração entre os canais. Um consumidor, por exemplo, que gostou de um tênis na loja, mas não comprou porque não havia o seu número, pode encomendar o produto diretamente no aplicativo do varejista. Dessa forma, você vai reduzir o risco de perda de clientes para outras lojas.

As vendas multicanal são o futuro do varejo. Graças a esse novo modelo, você poderá impactar mais consumidores e fechar mais vendas. Gostou de conhecer melhor as estratégias de implementação multicanal e quer mais posts com dicas e novidades? Aproveite para seguir a epay no Facebook e LinkedIn!