5 formas de fidelizar clientes no varejo

Despertar o interesse em fazer com que um consumidor entre em sua loja não é uma tarefa fácil. Agora, fazer com que ele retorne para novas compras é ainda mais desafiador. São diversos processos envolvidos nas estratégias para fidelizar clientes — desde a qualidade no atendimento até a disponibilidade de produtos. Não basta apenas satisfazer os desejos daquele consumidor, é preciso superar as expectativas dele.

Adaptar os seus processos internos, estabelecer uma boa relação com os consumidores e criar estímulos para que voltem à loja são algumas formas de fidelizar clientes. Diante desse desafio, separarmos algumas dicas que te ajudarão a garantir uma segunda ou terceira venda. Confira!

Conheça os seus clientes

Para que qualquer estratégia voltada para os seus clientes, seja ela de relacionamento ou de marketing, possa dar certo, é necessário ter conhecimento sobre o público que pretende atingir. Essas informações permitem adaptar o seu atendimento para um modelo personalizado e que agrade mais as pessoas que entram na loja, oferecer descontos ou promoções que interessem o seu público e tornar o seu estabelecimento mais próximo de quem circula por ele.

Explore os seus diferenciais

Para enfrentar a dura concorrência do mercado é preciso oferecer algo a mais aos seus consumidores. Personalizar o atendimento, oferecer brindes, descontos e contar com um sistema de pós-venda podem agregar valor à sua marca. Criar facilidades, como fretes grátis — nos casos de e-commerce ou estabelecimentos que fazem vendas à distância — também são boas opções para fidelizar clientes.

Seja inovador sempre

A inovação permite criar soluções simples, mas eficientes para os diversos problemas que aparecem. Cartões presentes e cupons promocionais são alternativas simples, baratas e que contribuem para o retorno dos clientes à loja — e até mesmo nas estratégias para atrair novos consumidores. Afinal, cria-se um mecanismo para que quem o recebeu retorne para resgatar um produto, como no caso do cartão presente, ou para se valer de um desconto recebido em uma compra anterior, como no caso do cupom de desconto.

Use programas de fidelização

Quer manter uma pessoa comprando em sua loja? Então ofereça recompensas a ela. Para isso, uma excelente opção é o programa de fidelização. Estabeleça uma série de benefícios baseados no tempo que a pessoa é seu cliente, em metas de compras ou outros critérios. A cada etapa ofereça algum estímulo: descontos, créditos na loja, brindes personalizados, dentre outras opções.

Saiba escutar o seu cliente

A melhor forma de saber se o seu negócio está seguindo o caminho certo ou se há falha em algum processo, é ficando atento ao feedback de seus clientes. São eles que te mostrarão se uma ação dará certo ou não, se será necessário aprimorar o atendimento ou se um determinado programa de fidelização funcionará e, até mesmo, quais os motivos que os atrairão ou não para a sua loja. Mais do que consumidor ele pode se tornar um importante aliado para os seus negócios. Basta saber ouvi-los!

Gostou das dicas de como fidelizar clientes apresentadas neste artigo? Quer receber outras como esta no seu e-mail? Assine a nossa newsletter.

Para saber um pouco mais sobre assuntos relacionados às melhores práticas de mercado na gestão de empresas, dicas, ferramentas e metodologias, siga-nos em nossa página no Facebook e também no LinkedIn

4 dicas de como criar valor no canal offline

É normal que os empreendedores atuais foquem seus esforços de marketing no canal online, afinal, a internet é atualmente o meio mais usado pelo consumidor para encontrar opções de compra e soluções para os seus problemas.

Essa estratégia não está errada, porém, você não pode se esquecer do canal offline que ainda é um grande meio de aquisição de clientes e merece atenção especial.

Criando valor no canal offline, sua estratégia online também sai ganhando! Não basta um bom marketing online se, ao chegar em seu empreendimento, o cliente se depara com um ambiente nada convidativo.

Por isso, para ajudá-lo a conduzir uma estratégia firme e eficiente no canal offline, separamos 4 dicas de ações que você pode começar a colocar em prática o quanto antes! Veja:

1. Ambiente convidativo: layout e vitrines

Quando um cliente em potencial chega ao seu empreendimento, ele precisa encontrar um ambiente agradável e atraente. O ideal é que o layout do local (não só a estrutura, mas também a disposição dos objetos) seja planejado para proporcionar ao cliente uma experiência única e convidativa.

O layout precisa proporcionar conforto ao cliente, ser arejado e contar com um bom espaço para locomoção de um corredor para o outro. Mas para que essa estratégia funcione, o cliente precisa, primeiro, entrar na sua loja — e as responsáveis por esse primeiro passo são as vitrines.

As vitrines devem exibir os melhores produtos da loja, organizados de forma simétrica e harmoniosa, para convencer o cliente a entrar e conhecer suas propostas.

2. Marketing sensorial: conquistando os clientes por meio dos quatro sentidos

Outra ótima forma de conquistar o seu cliente presencialmente é investir no marketing sensorial. Ele se trata de uma estratégia que consiste em agradar o visitante do seu empreendimento utilizando alguns de seus principais sentidos.

Você pode apostar em essências aromáticas distribuídas pelo ambiente, assim, seus clientes associaram a sua loja a uma experiência olfativa agradável.

Música ambiente, decoração harmoniosa ou pequenos petiscos e aperitivos disponíveis aos clientes enquanto eles avaliam as suas propostas também são válidos na hora de conquistar o seu público.

3. Criando valor no canal offline: brindes e promoções

Quando falamos em canal offline, é impossível deixar de fora as promoções. Elas são extremamente importantes para criar a sensação no seu cliente de que ele está levando vantagem na compra.

Por isso, invista em promoções e torne-as visíveis por toda a sua loja para atrair a atenção dos visitantes. Porém, não se esqueça de que promoções não são apenas descontos nos preços dos produtos ou serviços.

Você pode apostar em promoções do tipo “compre 5 e leve 6” ou em kits que reúnam vários produtos que se relacionam entre si, por um preço menor. Além disso, pacotes, brindes, benefícios: são vários os tipos de promoções nas quais você pode investir.

4. Fidelização de clientes: a chave para o sucesso

Por fim, não poderíamos deixar de falar no relacionamento com o cliente, ou o chamado pós-venda. Você sabia que fidelizar um cliente chega a ser 5 vezes mais barato do que conquistar um novo?

Clientes fiéis retornam e consomem com frequência. Portanto, é importante se preocupar com o relacionamento pós-venda. Uma forma de fidelizar o seu público é oferecer benefícios àqueles clientes mais frequentes.

Utilizando cartões fidelidade, você pode investir em descontos, brindes e até promoções especiais para aqueles que mais frequentam o seu empreendimento.

Uma boa ideia é realizar pré-lançamentos exclusivos para os clientes fiéis, assim você estará dizendo que valoriza esse público e os encantará ainda mais.

Então, o que achou dessas dicas? Está pronto para começar a criar valor offline e incrementar a sua estratégia online? Para receber mais dicas e informações relevantes para o seu negócio, curta as nossas páginas nas redes sociais! Acompanhe nossas novidades pelo Facebook e mantenha-se informado por meio do Linkedin também!

Fidelização de clientes: conheça os principais erros

Gestores atentos sabem que clientes fiéis são como um exército de porta-vozes que ajudam a disseminar a imagem da marca e a atrair novos compradores. Por isso, investir na fidelização de clientes é fundamental para as empresas que querem crescer e conquistar seu lugar em um mercado cada vez mais concorrido.

Porém, na busca por fidelizar seus consumidores e construir relacionamentos, muitas delas acabam cometendo diversos erros que surtem o efeito contrário e afastam os compradores.

Várias empresas acreditam que investir apenas em qualidade no produto ou serviço oferecido é suficiente, quando na verdade é preciso ir além e ultrapassar os limites da satisfação pessoal do cliente.

Pensando em te ajudar, preparamos este post com os 4 principais erros que você está cometendo na fidelização de clientes e que é preciso evitar. Confira!

1. Não oferecer tratamento VIP aos clientes fiéis

Você sabia que os clientes fiéis podem responder por até 65% de todas as vendas realizadas por uma empresa? Some a isso o fato de que estima-se que pode ser até cinco vezes mais barato manter um cliente fiel do que conquistar um novo. Conseguiu perceber por que esses consumidores merecem um tratamento VIP?

Invista em ações de relacionamento com cupons de desconto, programa de fidelidade e antecipação de lançamentos e ofertas. Além disso, você pode produzir um conteúdo personalizado para esse público e disparar newsletters exclusivas.

2. Direcionar o foco para o cliente errado

Gastar energia, tempo e recursos tentando fidelizar o cliente errado é um dos principais erros cometidos pelas empresas.

Descubra quem são seus clientes em potencial, onde eles estão e o que estão buscando. Também é importante descobrir o que os consumidores esperam dos produtos e serviços oferecidos pela sua marca.

Ao entender a todos esses pontos, será possível direcionar a sua estratégia de marketing para o público certo e garantir a fidelização.

3. Não investir em pós-venda

Um cliente satisfeito com o pós-venda da sua marca compartilhará com amigos, colegas de trabalho e familiares sobre a boa experiência que teve com a sua empresa. O mesmo provavelmente ocorrerá se ele ficar insatisfeito, mas, neste caso, ele tentará convencer essas mesmas pessoas a não fazerem negócios com você.

Além de ajudar a fugir de uma situação negativa e a colher lucros, um pós-venda bem realizado pode também auxiliar no mapeamento do grau de satisfação do cliente para descobrir se as metas de vendas estão sendo atingidas e se há problemas em todo o processo.

Sempre depois de uma compra, por exemplo, envie um e-mail perguntando se tudo correu bem, se o produto foi entregue conforme o pedido e se houve algum problema no atendimento. Aproveite também para deixar o canal de comunicação em aberto e se coloque à disposição para dúvidas, reclamações e sugestões.

4. Não oferecer treinamento focado em atendimento para os vendedores

Se a sua empresa acredita que o atendimento ao cliente se tornou um trabalho de rotina, é hora de rever alguns conceitos.

O atendimento não deve ser visto dessa forma porque inibe a capacidade criativa do vendedor, que passa a atender todos os clientes da mesma maneira. Ao contrário dessa situação, cada consumidor deve receber um tratamento diferenciado, pois o objetivo principal é fazê-lo se sentir especial.

Por isso, investir em treinamentos para atendimento é importante. Foque em melhorar as competências técnicas básicas dos vendedores e também em desenvolver as atitudes e comportamentos necessários para que eles possam lidar com pessoas e atender bem seus clientes.

Gostou do post sobre os principais erros que as empresas comentem na fidelização de clientes? Então aproveite para nos seguir nas redes sociais (Facebook e LinkedIn) e acompanhar diversos outros textos como este!

Como aumentar a conversão de clientes em lojas online em 7 passos

Atualmente, são muitas as lojas virtuais e nem todas conseguem se destacar em meio a concorrência. Em linhas gerais, não basta colocar o e-commerce na rede e esperar que o público o encontre por conta própria. É importante ter uma estratégia que preze pela conversão de clientes, baseada nos hábitos dos consumidores e na mensuração de dados.

Para ajudá-lo a otimizar a conversão, separamos 7 passos indispensáveis para qualquer e-commerce. Confira:

1 – Valorize o seu produto

Para isso, invista em imagens nítidas e que mostrem como o produto realmente é. Tenha cuidado com a descrição, informando suas características gerais, medidas, entre outras informações pertinentes ao consumidor. É importante não economizar na qualidade desses dados, sobretudo daqueles produtos que você acredita ser os principais do seu e-commerce.

2 – Elabore uma boa estratégia de e-mail marketing

Comece pedindo o e-mail e a permissão do seu cliente para enviar as mensagens. Pode demorar um pouco para ter uma lista de e-mails consistente e grande, porém é mais vantajoso do que comprá-las — prática que, por sinal, é inadequada — afinal esse público que lhe concedeu o endereço de e-mail está mais propenso a ler suas mensagens e fazer a ação proposta.

Tenha uma boa ferramenta de gestão de e-mail marketing que permita monitorar e obter informações concretas como taxa de abertura, taxa de rejeição, cliques, entre outras métricas. Isso ajudará a moldar melhor a sua estratégia e perceber quais são ações estão trazendo resultado ou não.

Uma dessas táticas que você pode adotar, é o reenvio de e-mails. Nela, você reencaminha as mensagens para aqueles contatos que não abriram o e-mail anterior, só que com um novo título. Assim, quem recebeu o novo e-mail pode despertar o interesse em lê-lo, por acreditar se tratar de uma nova campanha e mais condizente com as suas necessidades.

3 – Estimule avaliações e recomendações de produtos

Incentive que seus clientes avaliem seus produtos, pois viabiliza que outros possam tomar a decisão de compra. Além disso, preste atenção nas avaliações negativas, pois elas permitem saber onde você está errando e o ajuda a contorná-las.

Dessa forma, seu cliente tem uma boa impressão do seu negócio. Outra dica é contribuir para que eles também recomendem produtos e sua loja virtual, por meio de botões de compartilhamento nas redes sociais, e-mail, entre outros canais.

4 – Seja claro no carrinho de compras

Ninguém gosta de surpresas negativas e no e-commerce isso pode render a desistência da venda. Assim, é importante evitar essas surpresas quando o seu cliente for comprar, informando o valor final na primeira página do carrinho, incluindo taxas extras, descontos, valor do frete de forma direta e clara.

5 – Tenha cuidado com o desempenho do seu site

A plataforma precisa de alta performance e rapidez no carregamento das páginas, pois este é um dos itens fundamentais para a conversão de clientes. Isso quer dizer que o conteúdo deve estar preparado para não interferir no tempo de carregamento da página. Lembre-se: páginas ágeis estimulam o seu cliente a permanecer no site, já páginas demoradas vai “expulsá-lo” de lá.

6 – Facilite a vida do seu consumidor

É papel do e-commerce facilitar que o cliente encontre aquilo que procura com rapidez e facilidade. Portanto, agilize os filtros de busca, proporcione formas intuitivas de navegação, evite linguagens muito técnicas e menus extensos. Visual limpo, botões fáceis de encontrar e informações claras são indispensáveis para aumentar a conversão de clientes.

7 – Ofereça cartões para fidelização

Toda prática que incentive o cliente a voltar a comprar com você é bem-vinda — principalmente se ele ganha algo em troca. Dessa forma, os cartões para fidelização contribuem que o cliente se sinta motivado a continuar comprando em seu e-commerce, seja para ganhar um desconto ou qualquer outro tipo de benefício estipulado.

Gostou das dicas de hoje? Aproveite e nos siga em nossas redes sociais (Facebook e LinkedIn)! Compartilhamos conteúdo interessante e que irão ajudá-lo a aumentar as conversões de clientes!

Como usar o cartão de marca própria como estratégia de fidelização?

Ajudar a empresa a gerar novas oportunidades e a faturar mais é o objetivo de todo gerente que busca mostrar-se importante e estratégico para a diretoria. No entanto, para isso, é preciso investir em novas práticas que contribuam com os resultados da empresa.

Nesse contexto, surge o cartão de marca própria, ou o cartão presente personalizado para o varejo, que é uma excelente estratégia de fidelização de clientes.

Então, se você busca novas alternativas para ajudá-lo a gerar mais resultados dentro da empresa, acompanhe nosso post de hoje e saiba como usar o cartão de marca própria para alcançar seus objetivos!

Como investir nessa estratégia

Uma empresa que opta por modernizar suas estratégias através do cartão de marca própria pode fazer isso de forma simples. Basta emitir o cartão e administrar os serviços por meio do setor de inteligência do estabelecimento.

No entanto, é importante lembrar que, com a atual situação econômica, as pessoas têm evitado assumir dívidas. Por isso, o cartão pré-pago é o melhor investimento a se fazer. Além de transmitir segurança ao cliente quanto a forma de pagamento, é seguro e rentável para a própria empresa.

Vantagens dos cartões pré-pagos

Por meio dos cartões pré-pagos é possível aumentar o ticket médio da loja e melhorar o mix de produtos sem investir em novos itens e aumentar o fluxo financeiro. Se o cliente não utilizar o cartão, o dinheiro terá ido para o varejo, independentemente da compra, é uma receita antecipada e não paga nem imposto sobre o cartão.

Além disso, o cliente também tem algumas vantagens que podem ser usadas como marketing, como, por exemplo, a questão de segurança. Em casos de perda ou furto do cartão, o cliente não perde nada, pois o valor é pago pela Netflix, Google Play, etc. Ou seja, não há dúvidas de que apostar nesse recurso é um investimento seguro.

Mas se você ainda tem alguma dúvida, veja como fidelizar clientes usando o cartão de marca própria!

Táticas para fidelização de clientes

O cartão por si só já é uma excelente ferramenta de fidelização, pois o cliente que o adquire vai dar preferência àquele estabelecimento na hora de fazer suas compras. Porém, é preciso usar algumas táticas para promover a fidelização de maneira mais efetiva.

Um cliente que opta pelo cartão da loja, faz essa escolha pensando nos privilégios que terá. Por isso, é importante oferecer condições especiais aos que possuem o cartão.

Oferecer descontos ou créditos em compras, por exemplo, são algumas das formas de oferecer vantagens que chamam a atenção do comprador para utilizar o cartão próprio do seu estabelecimento.

Além disso, o cartão vale presente para o varejo também é ótimo para fidelização de clientes, principalmente em datas comemorativas, como agora nas festividades de fim de ano. Portanto, não deixe de utilizar essas táticas para obter melhores resultados nos negócios.

Agora que você já sabe como usar o cartão de marca própria como estratégia de fidelização e que esse investimento é o mais seguro, correto e rentável para os negócios, está na hora de você apostar nessa alternativa e seguir em direção a realização de seus objetivos. Aproveite e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades que publicamos em nosso blog!

Quais são as ferramentas essenciais para fidelização de clientes?

O uso de ferramentas para fidelização de clientes é uma necessidade fundamental para as empresas que buscam melhorar o relacionamento com o consumidor e potencializar o resultado das vendas, principalmente nos dias atuais.

Hoje, a sociedade está muito mais informada, conectada, exigente e seletiva. Para acompanhar essas mudanças e fazer com que o cliente volte outras vezes na sua loja, é preciso se manter atualizado com soluções práticas e inovadoras para encantá-lo.

Sabendo disso, nós listamos algumas das principais ferramentas para você fidelizar o seu público. Acompanhe:

Sistema de CRM – Customer Relationship Management

Para gerenciar as informações de toda a sua base de clientes, é preciso a ajuda de um software de CRM (Customer Relationship Management), em português gestão de Relacionamento do Cliente. Com ele é possível criar campanhas personalizadas, voltadas para um público específico.

Por exemplo, o programa permite segmentar o seu público de acordo com o objetivo da campanha: enviar um e-mail para as mulheres, para todos os clientes acima de 40 anos, para os aniversariantes do dia, para aqueles que acessaram o site e não concluíram a compra, enfim, as possibilidades são muitas.

E-mail marketing

O e-mail ainda é uma das ferramentas mais poderosas de marketing, além de ser rápido, barato e eficiente. Segundo uma pesquisa da Cultura Colaborativa, 58% dos brasileiros acessam a caixa de entrada imediatamente após receber uma notificação.

No entanto, essa ferramenta não faz milagre sozinha. É preciso saber utilizá-la de forma correta. É essencial enviar conteúdo que seja de interesse do seu público, com dicas, artigos, vídeos, além de novidades e tendências relacionadas ao seu nicho de mercado. O consumidor de hoje está sedento por informação, saiba aproveitar.

Estratégias de remarketing

A técnica de remarketing permite exibir um determinado anúncio repetidas vezes com base naquilo que o cliente demonstrou interesse quando clicou em um link. O Google Adwords dispõe de duas opções: rede de pesquisa (páginas de respostas para pesquisas no buscador) e rede de display (inúmeros sites, blogs e redes sociais).

O Facebook também oferece serviço de remarketing por meio dos anúncios pagos. Basta inserir o código do pixel fornecido nas páginas desejadas do site para capturar dados dos visitantes e, em seguida, veicular os anúncios personalizados para que essas pessoas continuem acompanhando a sua audiência ou adquira um produto ou serviço.

Cartão para fidelização de clientes

Os programas de fidelidade buscam proporcionar uma boa experiência de compra para o consumidor e o resultado é sempre positivo, pois o cliente volta a comprar motivado pelo atendimento e por conta das vantagens que o cartão fidelidade oferece.

A criatividade do tipo da campanha precisa levar em consideração os objetivos da empresa. A variedade de utilização do cartão é bem abrangente: descontos especiais na segunda compra, programas de acúmulos de pontos que são negociados posteriormente por meio de trocas ou descontos, entre outras vantagens proporcionais na frequência de compras.

Trabalhar para conquistar a fidelização de clientes é a peça-chave para uma estratégia que visa superar as expectativas do consumidor e fazer a sua empresa se destacar da concorrência.

Quer saber mais sobre soluções inteligentes para o seu negócio? Assine gratuitamente a nossa newsletter para receber outros artigos diretamente no seu e-mail!

Conheça 5 estratégias com cupons promocionais para vender mais

As compras na internet vêm crescendo a cada dia. Só que a concorrência também está aumentando e é preciso implantar estratégias para fazer o seu site vender mais. Quer uma dica que pode ajudá-lo? Os cupons promocionais podem ser uma saída bem interessante para ajudar nessa tarefa.

Para saber como usá-los, criamos um artigo com algumas possibilidades dessa ferramenta. Confira:

O que são cupons promocionais?

Muito populares nos Estados Unidos, os cupons promocionais são como anúncios de uma marca ou estabelecimento que oferecem descontos e/ou brindes a partir de uma compra.

Eles podem ser oferecidos abertamente (site, redes sociais) ou por envio selecionado (e-mail, mensagens privadas). O controle para o seu uso pode ser feito por meio de um código a ser digitado dentro do carrinho de compras ou de um link específico enviado ao cliente.

Quer saber como usá-los no seu negócio e vender mais? Vamos às estratégias!

1 – Recupere os carrinhos abandonados

É bastante comum lojas virtuais terem carrinhos abandonados pelos clientes. Só que você não precisa considerá-los um caso perdido, ainda é possível finalizar a venda e recuperar aquele consumidor.

Dependendo do valor da compra (ou dos seus objetivos), você pode mandar um e-mail para o cliente, avisando que os produtos do carrinho ainda estão disponíveis e que ele ganhou um cupom de frete grátis. Ou, ainda, uma oferta de desconto bem atraente para a próxima compra, se ele finalizar a atual.

O interessante aqui é deixar a oferta disponível por pouco tempo e criar um senso de urgência para ele fechar negócio.

2 – Aumente a participação no site

E-mail marketing é uma ferramenta poderosa, só que muitos e-commerces lutam para conseguir adesões para as suas listas. Os cupons promocionais podem entrar aqui como um atrativo e aumentar as inscrições na sua newsletter.

Além de um novo e-mail para a sua base, pode já conseguir fisgar um cliente na sua primeira compra.

3 – Fidelize os clientes

Como as ofertas na internet são muitas, não é difícil ter na sua base clientes que compram no seu site apenas uma vez. Aproveite os cupons promocionais para fazer com que eles continuem comprando. Você pode enviar o cupom assim que ele fechar a compra ou esperar um tempo para retomar o contato. O importante é fazer com que ele sempre volte ao seu site!

4 – Aumente o tíquete médio

Você provavelmente já viu algum anúncio do tipo: “nas compras acima de R$ X, ganhe mais R$ Y de desconto em compras e frete grátis”.

Esse tipo de cupom promocional serve para aumentar o tíquete médio das vendas no seu site. A partir dele, o cliente se sente tentado a encher o carrinho até chegar ao valor oferecido e ganhar mais poder de compra. Ele se sente como se estivesse ganhando algum tipo de vantagem ou benefício.

5 – Conquiste novos clientes

Uma boa estratégia para ganhar clientes é oferecer cupons promocionais na primeira compra. Além do ponto positivo óbvio conquistado pelo desconto, sua empresa ainda faz uma ótima ação de boas-vindas, dando um presente logo de entrada, o que ajuda bastante na hora de fidelizar o comprador.

O importante, na hora de oferecer cupons promocionais, é planejar bem para que a ação garanta bons resultados. Aproveite essas estratégias e aplique na sua loja para vender mais e melhor!

Que tal curtir a nossa página no Facebook? Lá você poderá ter acesso a outros artigos, novidades, além de tirar todas as suas dúvidas sobre soluções pré-pagas para o seu negócio!

Como manter o varejo aquecido em tempos de crise?

Quando a economia de um país não vai bem, o consumidor tem menor poder de compra e, com isso, quem sofre é o comércio. O varejo, que fechou 2015 com queda real de 3,9 nas vendas, precisa encontrar formas de repensar suas estratégias de negócios, comunicação e vendas para minimizar os impactos negativos. Entre receitas antigas e inovadoras, existem soluções interessantes para as empresas se destacarem em tempos de crise.

Fizemos a nossa parte e separamos 6 ideias. Confira!

Fortaleça a relação com seus atuais clientes

Um dos maiores erros durante uma recessão é perder os clientes mais fiéis. O ideal é investir naqueles que estão com a empresa mesmo nos momentos mais difíceis, pois são esses consumidores que enxergam mais valor no empreendimento. Portanto, é válida a criação de programas de fidelidade, promoções exclusivas, personalizar o atendimento, interagir mais com eles nas redes sociais e mandar felicitações ou presentes em datas comemorativas.

São ações que variam seus custos relativamente baixos e reforçam o vínculo com os consumidores, mantendo-os próximos e com mais chances de continuar comprando.

Aumente sua prospecção

Além de cuidar de quem é fiel à sua marca, os gestores devem estudar o mercado para identificar os consumidores mais voláteis. Nesse grupo, excluem-se, também, os clientes leais aos concorrentes, mais difíceis de mudarem. O foco deve ser a parcela do público que enxerga poucas diferenças entre as marcas.

Qual a solução para isso? Fazer pesquisa de mercado, conhecer as reais necessidades desse grupo de consumidores e investir no mix de marketing para propor mais valor.

Use cupons promocionais

Os cupons funcionam bem para atingir o público que coloca o preço como fator principal em uma compra, além de ser uma alternativa na fidelização de clientes. Eles podem ser distribuídos em ações promocionais na loja, no site, nas redes sociais ou, no caso de leads e atuais clientes, por e-mail e SMS.

Qualquer tipo de redução de preço é bem-visto pelo consumidor, principalmente com a inflação alta, e faz a marca sempre ser lembrada pelo público que busca por soluções mais viáveis financeiramente.

Otimize os investimentos em comunicação

Comunicação e marketing são duas áreas que costumam ser afetadas com reduções no orçamento global de uma empresa em tempos de crise. Nesse caso, o melhor é alocar os recursos em opções mais baratas, mas que geram um grande retorno. É o caso, por exemplo, do marketing digital e suas ferramentas: como o Inbound marketing, e-mail marketing, social media e compra de tráfego.

Além de serem mais baratos para anunciar e se comunicar que os meios tradicionais, são excelentes fontes de receita e possuem uma capacidade de mensuração que dá ao gestor total controle sobre suas campanhas digitais.

Foque em nichos pouco explorados

Isso pode ser feito de duas formas: acrescentando produtos e serviços para atingir um público-alvo mais específico ou aumentando o número de pontos de venda para conquistar território.

Em relação a primeira opção, analise quais podem ser essas novas ofertas e o quanto elas se alinham com as atuais, bem como as possibilidades do seu target presente não se sentir desprestigiado pela empresa.

A segunda situação é tão arriscada quanto a primeira, mas pode ser uma experiência compensadora se os mercados dos novos pontos de venda forem promissores e não terem a presença de um concorrente forte na região.

Adote novas formas de comercialização

Um gestor pode inovar nas formas de venda dos seus produtos e serviços. Um modelo cada vez mais adotado é o uso de soluções pré-pagas, como cartões presente e cartões digitais (virtuais) da própria marca. São alternativas eficientes para facilitar o processo de compra, fidelizar os clientes (o cartão só pode ser usado nas próprias lojas da rede) e gerar receitas com o saldo não gasto pelos consumidores.

Em tempos de crise, o melhor que o varejo pode fazer é não deixar de investir em soluções que mantenham os atuais e tragam novos clientes. Relacionamento, prospecção, promoções, comunicação e estratégias inovadoras fazem parte desse pacote para não deixar que a recessão afete ainda mais o comércio.

E você, o que tem feito para que as vendas em sua rede de lojas continuem aquecidas? Participe nos comentários e compartilhe suas ideias!