Quais estratégias adotar quando as vendas caírem?

Não há como negar, quando qualquer sinal de incerteza econômica surge, o primeiro setor afetado é o varejo, que depende muito da confiança do consumidor para crescer. Neste momento é natural se perguntar quais estratégias adotar quando as vendas caírem. Para te ajudar a ter insights e minimizar ao máximo qualquer impacto que estes fatores podem causar, no post de hoje trazemos algumas dicas valiosas. Confira: 

Quais estratégias adotar quando as vendas caírem?

Se você quer continuar vendendo apesar do momento econômico, é preciso olhar com atenção para sua estratégia. Fazer o mesmo que dava certo há dois anos não funcionará em um cenário em que a concorrência se torna mais acirrada. Marketing, Tecnologia e Relacionamento são áreas que precisam ser foco de sua empresa, para que se torne possível aumentar seus resultados.

Faça promoções

Mais do que nunca, promoções estão sendo extremamente valorizadas pelos consumidores. Fazer com que o cliente perceba que está economizando dinheiro, em um período que para ele também é delicado, ajuda a vender mais. Aposte em campanhas sazonais de descontos, cartões fidelidade e cupons promocionais. Mas certifique-se de que o benefício seja realmente atrativo.

Aposte na diversificação de serviços

Incrementar seu portfólio com serviços diferenciados também aumenta o valor percebido de sua marca para os consumidores. Estude a possibilidade de oferecer itens, como cartões presente ou recarga de celular em seu ponto de venda, isso aumenta o ticket médio e a recorrência de seus clientes.

Valorize o seu ponto de venda

Transforme seu ponto de venda! Ambientação e mimos para os clientes podem melhorar a experiência de compra, fidelizá-los e até mesmo atrair novos visitantes motivados pelo desejo de estar em um local agradável. Pense quais são os atributos de sua marca e como eles podem tornar seu ponto de venda diferenciado para seu público-alvo — talvez o segredo seja simplesmente oferecer um cafezinho e uma poltrona confortável.

Garanta que o atendimento seja excelente

Se antes um ótimo atendimento já era muito importante para fechar negócio, tornou-se mais importante ainda em um momento em que as pessoas estão menos propensas a comprar. Invista em capacitação para vendedores, campanhas de incentivo e ações de monitoramento, como cliente oculto. E, é claro, não deixe de comunicar a importância da excelência no atendimento para seus funcionários, mostrando o papel deles no negócio.

Invista nas vendas online

Se você ainda conta apenas com a loja física, está mais do que na hora de investir em um e-commerce. Tenha um site atrativo e voltado para conversão, divulgue-o com estratégias de marketing digital e multiplique suas vendas.

Aproveite o feedback dos clientes

Mais do que nunca, neste momento, você precisa estar próximo e saber o que pensam seus clientes. Previna-se contra qualquer mudança de comportamento que possa existir por redução de poder de compra ou insegurança em relação a gastar dinheiro. Utilize pesquisas de opinião no ponto de venda, por telefone ou e-mail. Você pode descobrir informações importantes sobre intenção de compra e expectativas em relação aos seus produtos, além de validar tendências e novas coleções.

Você tem alguma outra estratégia para aumentar as vendas do varejo em tempos de crise? Compartilhe com a gente!

9 dicas para aumentar o giro de estoque no varejo

O giro de estoque pode ser definido como o tempo que uma mercadoria permanece parada no estoque, levando em consideração a hora em que dá entrada até sua baixa no momento de uma venda — baixo giro representa mercadoria parada, que, por consequência, representa dinheiro parado na empresa.

Para evitar esse tipo de situação, garantir que o capital possa ser bem empregado e o giro de estoque na sua empresa se mantenha em níveis satisfatórios, listamos 9 dicas que poderão auxiliá-lo. Confira a seguir!

1 – Realize ações promocionais

Faça uma avaliação dos itens que têm pouca ou nenhuma saída em seu estoque. Considere a criação de uma ação promocional — as chamadas “queimas de estoque” são uma excelente opção.

Essas estratégias, mesmo que reduzam a margem obtida com a venda dos produtos, ajudam a manter e aumentar giro de estoque, impedindo que alguns itens fiquem parados, se tornem obsoletos ou se deteriorem.

2 – Elabore kits

Além das ações promocionais, outra opção que contribui para aumentar o giro de estoque no varejo é a criação de kits promocionais com itens da mesma categoria ou que se relacionam. Esses kits podem chamar a atenção dos consumidores pela praticidade e também pelo preço.

3 – Redirecione o planejamento

Medidas como a criação de promoções e kits especiais ajudam a liberar o estoque que esteja com baixa rotatividade. Contudo, para que o giro de estoque possa se manter em níveis satisfatórios, é necessário repensar o planejamento.

Nesse sentido, o ideal é integrar os setores de vendas e compras, para que seja possível fazer — da forma mais assertiva possível — um planejamento da demanda e a programação de compras, garantindo que itens com o giro baixo sejam adquiridos em menores quantidades e em menor frequência.

Existem, por sinal, alguns softwares que disponibilizam relatórios completos sobre a entrada e saída de itens, possibilitando melhorias na gestão do estoque.

4 – Faça análises da curva ABC

A curva ABC é uma ferramenta de análise de estoque que aponta a classificação dos itens em termos de giro e faturamento. Itens contidos na classe A são aqueles que têm maior giro e representatividade, os da classe B são intermediários e os da C são aqueles que têm pouco ou nenhum giro — representando um percentual mínimo no valor do faturamento total.

Essa curva é o melhor indicador para se usar na hora de definir a composição do estoque e fazer com que o capital da empresa seja melhor empregado.

5 – Aprimore a comunicação

Como dissemos mais acima, a integração entre as áreas é essencial para que tanto as análises quanto o processo decisório sejam mais assertivos.

A forma mais adequada e prática de estimular essa integração é por meio da comunicação. Tenha em mente que a troca de informações relevantes deve ocorrer de forma fluida, objetiva, clara e em tempo hábil.

6 – Melhore o armazenamento

Para ocorrer giro de estoque no varejo, é essencial que se pense cuidadosamente em melhorias de armazenamento. Com esse tipo de preocupação, os clientes farão menos reclamações e devoluções, pois os produtos estarão sempre bem conservados e acondicionados.

Por outro lado, se houver problemas de giro de estoque, o armazenamento se mostra importantíssimo, uma vez que há produtos em encalhe e mais espaço será necessário para acomodar tudo.

Uma sugestão que podemos dar é relativa à economia de armazenamento de estoque. Busque algum local diferente para ficar com o excedente de estoque e pesquise bem os valores, para que isso represente, de fato, economia para o negócio.

7 – Estabeleça treinamentos

Para que o giro de estoque ocorra, é necessário haver a venda, certo? E você só pode vender aquilo que conhece e acredita. Nesse sentido, é muito relevante investir em treinamentos para toda a equipe de vendas.

Dessa maneira, os colaboradores conhecerão todos os detalhes de cada produto e saberão apresentá-los a contento para os consumidores, o que, certamente, ampliará os índices de venda da marca.

Em contrapartida, se funcionários não têm informação para fornecer ao público, não conseguirão vender e, consequentemente, o giro de estoque não ocorrerá.

Garantindo-se uma autonomia pontual para a equipe de vendedores pode ajudá-los a tomar decisões mais rápido, pois estarão por conta própria.

8 – Use softwares de gestão

Controle é fundamental para que se tenha bons referenciais a respeito do que está ocorrendo com o giro de estoque. Planilhas e outros tipos de controle manual têm eficácia limitada. Então, a recomendação é que você procure lançar mão de um software de gestão de estoque.

Esse tipo de sistema ajudará na intercomunicação de áreas relacionadas às vendas — vendas, compras, promoções e estoque, por exemplo — e passará a ter controle melhor sobre o produto e as atividades relativas ao estoque, bem como à estrutura do negócio, como um todo.

Portanto, o retrabalho estará eliminado. Além de oferecer a chance de as informações estarem bem organizadas e tratadas, o produto precisa apenas de um cadastro único. A partir disso, toda a vida do produto pode ser acompanhada, para melhores resultados.

9 – Dê cartões-presente

Como vimos, promoções são boas alternativas quando pensamos em giro de estoque. Entretanto, a questão não se refere somente a uma baixa de preços, sem critério, mas, sim, em estudar o comportamento do público-alvo e oferecer o que lhe interessa.

Por exemplo, ações estratégicas como oferecer cartões-presente para que o cliente passe a ter um saldo disponível para utilizar como quiser, de maneira livre. Esse tipo de abordagem envolve o consumidor, fazendo-o comprar com você.

Não raro, até adquirindo mais produtos que o valor do cartão-presente. Essa é uma ótima maneira de aumentar a satisfação do consumidor com sua marca.

Como é possível ver, aumentar o giro de estoque depende de liberar os itens que estão parados, mas, também, em grande parte, de planejamento e análise. Logo, é importante que os processos sejam revisados e, caso necessário, que sejam redirecionados, buscando sempre aprimorar os resultados.

Sua empresa vem enfrentando problemas para manter o giro de estoque em níveis satisfatórios? Conhece alguém que também passa por essas dificuldades? Então, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e ajude a todos!

Como criar uma promoção sazonal eficiente?

Praticamente todas as lojas trabalham com produtos ou serviços sazonais. Sejam as roupas de praia no verão ou o fondue no inverno, o fato é que a maioria tem certos artigos com a saída garantida em determinados momentos do ano. Só que, com uma promoção sazonal bem planejada e executada, você pode aproveitar para turbinar as vendas e garantir os períodos de baixa.

Quer saber como aproveitar as promoções sazonais no seu negócio? Veio ao lugar certo! Confira algumas dicas em nosso post de hoje:

Tenha um bom plano de ação

Para colocar em prática qualquer tipo de promoção, é fundamental ter um planejamento. Não adianta, por exemplo, buscar um estoque com ótimos descontos para pinheiros de Natal em pleno novembro. É preciso ter um calendário que já indique com quanto tempo de antecedência você precisa pensar na sua ação.

Além disso, você também deve estar preparado financeiramente para fazer as compras e produzir os materiais no tempo certo, ou seja: sem deixar o estoque e materiais parados tempo demais, para evitar perdas ou que eles se deteriorem.

Aproveite as datas comemorativas

Você não precisa contar apenas com o período do ano para a sua promoção sazonal. Uma ótima forma de aumentar as vendas é aliar essa sazonalidade às datas comemorativas. Isso significa que você precisa pensar em formas criativas e eficazes de estabelecer um vínculo entre o que o cliente quer ou precisa naquela data e o que você tem a oferecer.

Por exemplo: se você vende roupas de cama, pode aproveitar o dia dos namorados para vender conjuntos românticos e quentes para curtir o frio do inverno a dois.

Faça a sua promoção sazonal valer a pena

Promoção boa é aquela irresistível para o cliente e lucrativa para o lojista. Por isso, se você já sabe que precisa do fôlego financeiro que é dado pelo movimento das festas de fim de ano, por exemplo, invista para fazer dela o melhor momento para vender!

Estruture as promoções, artigos, estoque e equipe de atendimento e vendas para estar a par das informações e diferenciais de cada artigo ou serviço. Treine para oferecer vendas adicionais. Uma boa tática é ter uma meta (realista) para esse período e oferecer bônus e incentivos para quem a conquistar.

Invista no diferencial

Hoje em dia existem várias novidades que o lojista pode oferecer à sua clientela para ajudar a conquistar o sucesso na sua promoção sazonal. Que tal investir em cartões de fidelidade, cupons de desconto ou em cartões presente?

Além de não ocuparem espaço no estoque, essas são opções que agradam bastante quem ainda está indeciso sobre o que levar (sem deixar você perder a venda) e ajudam até mesmo a elevar o ticket médio do seu estabelecimento (como explicamos aqui).

Por isso, não deixe de aproveitar a sua próxima promoção sazonal para vender mais (e melhor!). Aproveite cada uma das nossas dicas para fazer seu negócio se destacar!

Que tal aproveitar sua visita aqui no blog para conhecer algumas estratégias com cupons promocionais para vender mais? Leia o nosso post sobre o assunto e confira as dicas que preparamos!

Como usar a Black Friday para aumentar vendas no resto do ano?

A Black Friday é, hoje, uma das grandes oportunidades para que os varejistas possam aumentar vendas em suas lojas. Esse grande evento comercial, importado dos Estados Unidos em 2010, foi acolhido pelos consumidores brasileiros e, mesmo com a crise econômica, a tendência é que os rendimentos sejam satisfatórios em 2016.

No entanto, é importantíssimo que os comerciantes tomem certos cuidados para que não transformem uma grande oportunidade em um terrível pesadelo!

Algumas práticas devem ser evitadas e outras adotadas, para que se tenha sucesso com as vendas de Black Friday. Mais importante ainda: é necessário que os lojistas utilizem este evento para que possam fidelizar seus clientes, fazendo com que retornem no resto do ano.

Veja, a seguir, algumas orientações para realizar uma Black Friday de sucesso e conquistar, definitivamente, novos consumidores!

Faça um bom planejamento

Não adianta somente abrir a loja na última sexta-feira de novembro, oferecendo descontos incríveis, para se ter sucesso na Black Friday. Sem um ótimo planejamento, é grande a possibilidade de que vá tudo por água abaixo. São muitas as coisas que podem dar errado:

  • o estoque pode não estar preparado para a demanda;

  • os funcionários podem não conseguir dar conta de atender todo o público;

  • a loja pode não suportar o excesso de gente;

  • os descontos podem não gerar o retorno financeiro esperado;

  • o marketing pode não atrair a quantidade necessária de clientes.

Todos estes problemas gerados pela falta de planejamento, além de poderem gerar prejuízos na hora, afastarão possíveis consumidores que retornariam em outros momentos do ano.

Realize promoções inteligentes

Com tanta gente realizando descontos, a sua loja se destacará pelas promoções diferentes e mais interessantes para o cliente. Não se contente em oferecer, somente, descontos pontuais. Apresente promoções que relacionem produtos específicos, oferecendo vendas casadas, concedendo descontos que beneficiem ainda mais aqueles que comprarem maiores quantidades de mercadorias e determine boas formas de pagamento.

Invista em uma boa campanha de marketing

Em primeiro lugar, é importante entender que a própria Black Friday já se apresenta como uma ótima peça de marketing. Se você fizer tudo bem-feito no próprio dia de vendas, conseguirá promover a sua loja com grande sucesso entre seus clientes.

No entanto, este evento também deverá possibilitar que você atraia novos consumidores e, para isso, nada melhor do que promover uma ótima campanha de marketing tendo, como mote, esta data! Utilize as melhores estratégias disponíveis: redes sociais, ferramentas de busca, YouTube, anúncios na própria loja. O que vale, agora, é a criatividade!

Seja honesto

Não caia na tentação de enganar seus clientes para aumentar suas vendas. Há muitos relatos de varejistas que, aproveitando o grande movimento da Black Friday, realizam promoções falsas, aquelas em que se “vende pela metade do dobro do preço”, por exemplo.

Tenha cuidado para não prometer aquilo que não poderá cumprir, como um item que esteja quase acabando em seu estoque. As vendas por internet não podem, também, estar sujeitas a falhas.

Lembre-se: seu objetivo não é somente vender muito naquele dia, mas que seus clientes retornem no resto do ano. Por isso, eles devem sair satisfeitos com suas compras. Caso se sintam enganados, será a última vez que pisarão no solo da sua loja.

Fortaleça a relação com o seu cliente

Nada melhor do que aproveitar centenas de clientes satisfeitos para pôr em prática boas estratégias de fortalecimento de sua relação com o consumidor. São muitas as possibilidades, mas, para a Black Friday, algumas podem ser especialmente elaboradas.

A principal tática é associar seu programa de descontos à realização de cadastros em seu banco de dados dos clientes. Assim, você poderá mantê-los atualizados sobre suas promoções e condições especiais de venda. Outra boa estratégia é veicular, nesta data, as suas futuras promoções de natal, até mesmo vinculando alguns descontos para compras que sejam realizadas na Black Friday.

Seguindo estas orientações, as chances de você conseguir aumentar vendas nesta data aumentarão consideravelmente. Além disso, você trará novos clientes para a sua loja!

Esperamos que este post tenha te ajudado a pensar novas estratégias para aumentar vendas durante a Black Friday e, caso queira estar sempre em contato com informações do tipo, curta a nossa página no Facebook!