4 setores da empresa que influenciam o aumento de vendas

Por que seu cliente compra seus produtos? Essa pergunta, que em princípio parece tão simples, pode trazer uma perspectiva reveladora sobre os negócios.

Muitas vezes, acreditamos que o sucesso das vendas está diretamente relacionado ao trabalho do departamento comercial, mas, na verdade, todos os setores da empresa têm uma participação muito importante na decisão de compra do consumidor.

Neste post, você saberá de que forma esses setores contribuem para alavancar o faturamento do negócio e como integrá-los para alcançar melhores resultados. Confira!

1. Atendimento

Certamente, a maioria dos produtos que você vende também são comercializados pelos concorrentes — inclusive, com faixas de preço semelhantes. Nesse cenário, a experiência de compra se torna mais persuasiva do que o produto em si: quanto melhor o serviço prestado, maior a possibilidade de conquistar o cliente.

Sua loja pode ser linda, bem organizada e com preços atrativos, mas a preferência do consumidor não é conquistada apenas com esses elementos: se ele for maltratado ou atendido com má vontade por funcionários mal treinados, com certeza não voltará mais.

Assim, não apenas o vendedor é responsável por garantir uma percepção positiva, mas toda a equipe de atendimento.

A importância da fidelização

Não há nada pior do que adquirir um produto ou serviço e depois se sentir desamparado pela empresa ao precisar de ajuda. Se pensarmos que o grande desafio de uma empresa não é conquistar o cliente, mas sim mantê-lo, entendemos melhor o papel de cada profissional de atendimento no faturamento da empresa.

Para você ter uma ideia do que isso significa em termos monetários, um estudo da Accenture revelou que, em 2015, 86% dos brasileiros trocaram algum tipo de fornecedor por mau atendimento.

A consultoria calcula que, no total, a perda de faturamento devido à migração para a concorrência soma cerca de 217 bilhões de dólares. O setor que mais perde é o varejo, citado por 35% dos entrevistados.

O que mais surpreende na análise da Accenture é que, em 92% dos casos de insatisfação, a perda poderia ser evitada com providências como solução de problemas no primeiro contato, um esforço proativo de reconquista, entre outros critérios de bom atendimento.

Portanto, é essencial garantir a plena capacitação da sua equipe: todos precisam conhecer, com segurança e propriedade, os produtos, serviços e processos da empresa, sempre agindo com cordialidade, eficiência e gentileza para encantar o cliente.

2. Recursos Humanos

O quadro de colaboradores é, sem dúvidas, o ativo mais importante de qualquer empresa, independentemente do porte ou do ramo de atuação. Zelar pela motivação da equipe é uma tarefa estratégica e contínua — e que, caso seja negligenciada ou mal gerida, pode ocasionar prejuízos graves ao negócio.

Se você quer satisfazer seus clientes, a satisfação dos funcionários é decisiva. No entanto, o varejo costuma ter níveis extremamente altos de rotatividade de pessoal — o popular entra-e-sai de funcionários. Segundo o ranking NOVAREJO 2016, esse percentual é de quase 40% no Brasil, mostrando que boa parte dos colaboradores não se sente comprometida com a empresa.

Atrair talentos e retê-los, portanto, é fundamental para manter níveis elevados de serviço. Melhores salários, benefícios atrativos, plano de carreira coerente e bom ambiente de trabalho ajudam a manter a equipe engajada e focada em metas comuns, o que torna muito mais fácil atingir os resultados esperados — inclusive o aumento de vendas!

Nesse sentido, é preciso colocar as políticas de RH como resposta aos problemas de negócio, associando-as ao marketing, finanças e outros grupos da empresa que ajudarão a mostrar a lógica ideal de atuação desse setor.

3. Marketing

Muitas vezes, acreditamos que o Marketing é responsável apenas pelas ações de publicidade e propaganda, mas as atribuições desse departamento vão além da divulgação de produtos e serviços. O princípio da atuação é entender as novas demandas e acompanhar as tendências de consumo, buscando entregar sempre a melhor proposta de valor ao cliente.

A proposta de valor é resultado da compreensão das necessidades do consumidor e deve garantir sempre a máxima redução de custos e ampliação de benefícios.

Os custos, nesse caso, vão muito além da ideia de preço: as pessoas pagam mais para não perder tempo, para não se cansar ou se estressar, por exemplo. Da mesma forma, a percepção de benefícios é ampliada por experiências sensoriais e emocionais, além do status. Todos esses fatores justificam a preferência do consumidor, independentemente do preço.

Depois de compreender as necessidades do público, o Marketing desenvolve a proposta de valor e encaminha a divulgação da empresa. Mas essa estruturação deve ser minuciosa para que o cliente receba exatamente o que foi prometido e tenha a melhor percepção possível.

Os 4 Ps do Marketing

Para cumprir esse desafio, o departamento de Marketing opera em basicamente 4 frentes, que chamamos de 4 Ps:

  • produto: diz respeito à estruturação de toda a experiência de serviço, com os devidos padrões de diferenciação da concorrência e estudo do mix de produtos colocados à venda;

  • preço: se refere ao estudo do preço que o consumidor está disposto a pagar e alinhamento às necessidades de lucro do negócio. Também se preocupa com o “como”, avaliando os melhores métodos de pagamento para facilitar a vida do cliente e viabilizar as transações;

  • praça: está relacionada à escolha do ponto de venda mais adequado ao público-alvo, os canais de distribuição necessários e o merchandising visual;

  • promoção: está ligada a todas as ações de publicidade e propaganda que visam promover uma marca ou produto.

4. Compras

Nas empresas modernas e bem-sucedidas, o setor de Compras já é visto como uma área bastante estratégica. Mais do que deter apenas a responsabilidade de prover insumos para viabilizar as operações do negócio, a equipe da área precisa estar totalmente alinhada às necessidades da empresa, esforçando-se para atendê-las de forma plena e consistente.

Nesse âmbito, efetivar uma seleção criteriosa de fornecedores e ter assertividade na negociação por preços mais atrativos são aspectos fundamentais ao time de Compras. Assim, o setor de marketing pode conquistar margens mais atrativas para determinar as estratégias de preço.

Como resultado imediato, a empresa fortalece relacionamentos comerciais estratégicos e otimiza recursos, economizando na aquisição dos itens necessários à operação. Em médio e longo prazo, a competitividade também sofre impactos positivos, uma vez que há mais solidez e dinamismo nas negociações.

Com essa visão mais ampla, é possível perceber que muitas vezes gerenciamos equipes de vendas estabelecendo metas pouco realistas considerando todas as nuances da operação. Como os vendedores não atuam sozinhos, acabam se sentindo desmotivados e o efeito sobre o volume de vendas é exatamente o contrário do esperado.

Para evitar a perda de clientes, que tal fazer uma revisão na rotina de todos os setores da empresa? Acompanhe as novidades em nossos perfis no Facebook e LinkedIn e receba mais dicas valiosas para a gestão do seu varejo!

Como escolher o presente perfeito para incentivar seus colaboradores

Funcionários motivados sempre trazem bons resultados para as empresas. E nada melhor para incentivar um colaborador do que um ambiente de trabalho que reconheça a sua produtividade e importância em toda rotina empresarial. Estabelecer um sistema de recompensas pode ser uma excelente ideia para criar esse estímulo e o aproximar da sua equipe, mas é preciso oferecer um presente perfeito e que agrade a todos.

O desafio é conseguir instaurar uma competição saudável dentro da empresa, de forma a encorajar a produtividade, desafiar os colaboradores e recompensá-los pelos bons resultados. Esse processo deve fazer parte da rotina de trabalho, pois, também contribui para estreitar as relações e melhorar a comunicação em todos os níveis.

Mas qual seria o presente ideal? O que fazer diante dessa situação? Aprenda no post de hoje a estabelecer um bom programa de recompensas em sua empresa:

Conceda folgas

Quem não gosta de ganhar uns dias de folga? Ter um tempo a mais para resolver suas questões pessoais, prolongar o final de semana com uma viagem ou apenas descansar um pouco mais em casa? Oferecer esse tempo livre extra para os colaboradores que estão se saindo bem pode ser um benefício motivador e que certamente agradará a todos.

Promova encontros

As recompensas também podem ser dadas em grupo, principalmente quando é uma equipe está trabalhando em conjunto para cumprir algum projeto. Uma opção é oferecer um encontro, que tem como alternativas almoços ou jantares, e permite que os seus colaboradores possam confraternizar e passar um tempo juntos.

Uma opção é oferecer um churrasco em um local que eles possam levar à família — e os filhos possam brincar e se divertir também. Ou, quem sabe, realizar algum evento em que possa reunir a sua equipe para passar alguns momentos agradáveis juntos.

Aposte nos brindes

Dar alguns prêmios para aqueles funcionários que se destacam também pode ser uma boa opção. Porém, nesse caso, é necessário usar a criatividade para poder agradar o ganhador. Analise o perfil do seu colaborador e veja um item que vai ser útil ou que ele poderá fazer bom proveito. Conhecer um pouco dos gostos e hábitos dos colaboradores ajuda bastante na hora de definir o tipo de prêmio.

Cartões de vale presente

Um cartão de vale presente é sempre bem recebido, já que dá oportunidade do funcionário escolher como usar essa bonificação. Os cartões presentes podem ser de dois tipos:

  • Vale Presente de alguma loja ou supermercado onde a empresa coloca uma determinada quantia de créditos em um cartão para que o seu colaborador possa usá-lo para comprar nesses locais;

  • Outra opção é o cartão presente em que o funcionário ganha créditos para utilizar em jogos, filmes e apps, por exemplo — essa opção não permite a troca do presente e se refere especificamente ao que está destinado no cartão de vale presente.

Viagens de incentivo

Viajar pode ser um ótimo incentivo para que sua equipe aumente a produtividade. Segundo um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e do portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz, o maior desejo de consumo dos brasileiros é fazer uma viagem internacional. Em segundo lugar na lista está viajar dentro do país.

Além do valor financeiro, também existe a questão sentimental, já que uma viagem é uma experiência única que fica guardada para sempre na memória das pessoas.

Existem as viagens em grupo, que geralmente são realizadas no fim do ano como forma de confraternização da empresa, e as individuais, que são oferecidas aos colaboradores que tiveram um melhor desempenho durante determinado período.

Ao definir o destino da viagem, escolha locais onde os colaboradores poderão não só passear, mas também realizar alguma atividade que agregue conhecimento profissional. Por exemplo, conhecer alguma grande loja ou participar de algum workshop.

Day Spa

Nada melhor do que um dia relaxante para fugir do estresse da loja, não é mesmo? Para oferecer esse momento de descanso ao colaborador, uma ótima alternativa é um day spa. Trata-se de um dia dedicado a cuidar do corpo e do bem-estar, com massagens, tratamentos faciais, banhos de ofurô e diversas atividades.

O serviço é oferecido em clínicas de estética, mas também existe a opção de trazer os profissionais até a sua empresa, fazendo uma tarde de relaxamento. Se a ideia agradar, você pode estipular um dia por mês para uma sessão de massagens ou uma atividade semelhante. Use a criatividade e deixe seus funcionários bem tranquilos e motivados.

Bônus salarial

Esse tipo de premiação geralmente é atrelada a uma meta, que pode ser individual, da equipe ou da empresa. O valor é definido por meio de um percentual do salário anual do colaborador.

Para que o time sinta-se motivado, é importante que a meta seja alcançável, e que a empresa dê todo o suporte e as orientações necessárias para que a produtividade fique lá em cima.

Também é comum que haja uma bonificação especial no final do ano, como forma de reconhecimento pelo trabalho realizado no período.

Cursos de especialização

Dentro do ambiente corporativo, é muito comum que os profissionais busquem crescimento por meio dos estudos, que pode ser uma graduação, uma pós-graduação ou até cursos de especialização.

Sua empresa pode incentivar esses colaboradores pagando parte de um curso ou até o valor total. Além de motivar os funcionários, você vai poder contar com profissionais mais preparados e atualizados.

Descontos em serviços

Farmácia, padaria e restaurantes são locais que costumamos ir com uma certa frequência, não é mesmo? No final do mês, é comum notarmos que gastamos um bom valor nesses estabelecimentos. Para incentivar os colaboradores, sua empresa pode realizar parcerias com alguns deles e oferecer descontos mensais à equipe.

Faça uma pesquisa com o time, consulte quais são suas principais necessidades no dia a dia e avalie as empresas da região para realizar parcerias. É uma forma simples, mas muito eficaz de motivar os funcionários.

Manter a equipe motivada é um desafio para todo gestor, que deve conhecer muito bem seus funcionários e saber quais são seus principais desejos. Nesse artigo, você conferiu algumas opções para escolher o presente perfeito.

Já costuma presentear sua equipe? Tem alguma outra sugestão para a nossa lista? Compartilhe com a gente nos comentários.