Veja 5 alternativas para o varejo tradicional!

Ter um PDV (ponto de venda), um bom estoque e oferecer atendimento de qualidade já não são mais os requisitos básicos para manter um negócio no varejo tradicional. Nos últimos anos, devido ao avanço da tecnologia e às mudanças de comportamento do consumidor, os varejistas precisaram se inovar para suprir as novas necessidades do cliente.

Provavelmente, você já deve ter efetuado uma compra pela internet. Se não, com certeza, conhece alguém que já utilizou um e-commerce. Esse é só um dos exemplos de como o mercado mudou e continuará a evoluir nos próximos anos.

Acompanhar essas mudanças é saudável tanto para o seu negócio como para o varejo em geral, já que em um momento de crise, são necessárias várias alternativas para que o consumidor continue investindo na aquisição de novos produtos.

Deseja saber quais são as principais inovações do mercado? Nesse artigo, você vai conferir 5 alternativas para o varejo tradicional.

1 – Expanda para o e-commerce

Mesmo com a crise econômica, o e-commerce é uma área que só cresce a cada ano. De acordo com a ABCom (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), a expectativa é de que ocorra em 2016 um crescimento de 18% em relação à 2015, com um faturamento de R$ 56,8 bilhões. Se você ainda não tem uma loja virtual, investir nesse mercado sempre oferece boas expectativas de crescimento e lucro para o varejo.

2 – Invista no Omnichannel

O conceito do Omnichanel é simples: integrar todos os canais de venda de uma loja, para que o consumidor tenha uma experiência única com a marca.

Imagine a seguinte situação: uma mulher está no metrô e vê uma sandália em uma propaganda. Ela logo pega o celular para verificar o preço no e-commerce da marca e decide comprar. Como está na rua, resolve dar uma passada no shopping e ir até a loja física. Chegando lá, encontra a sandália exatamente com o mesmo preço e realiza a compra. Essa cliente utilizou dois canais de venda, mas ela nem percebeu, pois transitou entre os dois com muita facilidade. Percebe como o Omnichanel é importante? Para colocá-lo em prática, é necessário muito planejamento e a ajuda de sistemas capazes de integrar informações dos canais de venda e atendimento.

3 – Esteja presente no Mobile

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2014, entre 2013 e 2014, cerca de 80,4% dos domicílios brasileiros acessaram a internet pelo smartphone ou outros dispositivos móveis. E, pela primeira vez na história, a navegação mobile ultrapassou a utilização de PCs. Este dado mostra que oferecer ao consumidor esta opção pode gerar uma fatia considerável de vendas. Além de um m-commerce, é importante que sua marca esteja presente também nas redes sociais, sempre atenta às novidades e interagindo com o consumidor de maneira efetiva.

4 – Disponibilize Cartões Pré-pagos

As pessoas gostam de praticidade, e nada mais prático do que utilizar cartões pré-pagos para adquirir produtos, serviços ou até mesmo presentear alguém — por sinal, esta solução funciona muito bem no varejo tradicional. Imagine uma pessoa que precisa comprar um presente em uma loja, mas tem dúvidas sobre o que comprar – uma situação muito comum, não é mesmo? Ao visualizar um cartão pré-pago disponível, com certeza essa passa a ser uma opção muito válida. Outra situação é utilizá-lo para presentear a equipe de trabalho. Além disso, serviços como Netflix também já oferecem essa opção como forma de pagamento, o que torna o uso de cartões pré-pagos cada vez mais comum.

5 – Utilize o Marketing Sensorial

Com o Marketing Sensorial (nós já falamos sobre ele aqui no blog), que funciona por meio do estímulo do 5 sentidos (olfato, paladar, tato, visão e audição), você pode oferecer ao consumidor uma experiência única de compra. Trilhas sonoras, aromas agradáveis, degustação e uma bela decoração são alguns exemplos de como o Marketing Sensorial pode ser aplicado na sua loja.

Mesmo com um consumidor cada vez mais conectado à internet, o varejo tradicional ainda pode oferecer muitos diferenciais, já que contar com um canal de venda físico ainda é essencial para a maioria das pessoas.

Gostou do artigo? Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre as tendências do varejo!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.